APEX-BRASIL REALIZA RODADAS DE NEGÓCIO NA CASA BRASIL
Notícias

18/08/2016

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) realizou, entre os dias 17 e 18 de agosto, duas Rodadas de Negócios e ações de marketing de relacionamento com compradores internacionais. Os eventos aconteceram nas instalações da Casa Brasil, espaço integrado do Governo Federal para promoção da imagem do Brasil, localizado no Pier Mauá, no Rio de Janeiro. O resultado para as empresas nacionais foi de vendas de mais de US$ 19 milhões.

Na última quinta-feira (18), a Rodada Brasil Trade, reuniu 26 empresas brasileiras ainda iniciantes no processo exportador, de diversos setores, com representantes de 14 tradings (comerciais exportadoras).

As Rodadas Brasil Trade são uma forma de aproximar empresas que estão entrando no comércio internacional a tradings que as auxiliarão a inserir seus produtos em diversos mercados.

Anderson Montenegro, representante da trade Costa & Montenegro, participou pela primeira vez de um evento deste tipo e definiu como fundamental o trabalho desenvolvido pela Apex-Brasil de aproximação entre as empresas interessadas em exportar e as trades. “Neste evento conseguimos entrar em contato com empresas que já têm a maturidade necessária para acessar ao mercado externo”.


Para Valéria Domingues, da trade Brazilian Forest, a rodada de negócios é muito importante para que as empresas que estão começando a exportar saibam como funciona todo o processo de negociação. “É uma forma de treinar estes empresários para que eles saibam que tipo de informação as trades precisam neste momento para fechar negócio”.

De acordo com a empresária Andrea Carvalho da empresa Papel Semente, um dos pontos altos do evento é a troca de experiências com as trades participantes. “Todos que estão aqui estão buscando alternativas para fazer negócios com as empresas. Saio feliz e certa de que há grandes oportunidades em eventos como este”.

Na quarta-feira (17), a Apex-Brasil realizou a Rodada de Negócios de Alimentos e Bebidas Casa Brasil 2016 que reuniu empresas brasileiras do setor com compradores internacionais, distribuidores ou varejistas, provenientes das Américas do Sul e Central, da Europa e da África.

Para o português Fernando Olim, da Sousa & Olim Exportação e Importação, o mercado português é muito receptivo aos produtos brasileiros. "Já compramos muito do Brasil, mas estamos sempre buscando novidades e agradecemos à Apex-Brasil a oportunidade de estar aqui conhecendo novos produtores".

De acordo com o representante da sul-africana Bidvest Foodservice, Ebrahim Hasrod, esta é uma grande oportunidade de conversar pessoalmente com novos fornecedores. "Em eventos como este, podemos passar mais tempo com as empresas e tirar dúvidas que em muitos casos não conseguimos sanar pelos sites".Para o Coordenador de Promoção Comercial da Apex-Brasil, Rafael Prado, após impressões preliminares junto ao grupo de compradores e de exportadores, a avaliação foi muito positiva. "O dia foi muito exitoso em termos de negócios. Produtos como água de coco, biscoitos, cafés e chás mates tiveram um feedback bastante positivo".


Roberto Ticoulat, diretor-executivo da Café Três Marias e presidente do Conselho Brasileiro das Empresas Comerciais Importadoras e Exportadoras - CECIEx, reconhece a efetividade do modelo de aproximação de negócios com outros países desenvolvido pela Apex-Brasil. "Sabemos o trabalho que a Agência faz para inserir as empresas no mercado internacional. Não é só propaganda e marketing. Além de capacitação, desenvolvimento de novas ferramentas e representatividade do empresariado junto ao governo, é feito este tipo de encontro de negócios, que é importantíssimo".

Adriano de Quadros, do Grupo GSA, concorda. "Normalmente o empresário não tem o contato ideal. Gasta-se muito dinheiro para tentar chegar ao comprador. A Agência faz uma triagem e no evento ela já reúne empresas e compradores que têm interesses em comum", afirmou.



Fonte: http://www.apexbrasil.com.br/Noticia/APEX-BRASIL-R...